DIRETORES

Definidos novos diretores nas unidades municipais de ensino em Paraíso

Por: Redação | Categoria: Educação | 06-12-2018 13:55 | 4701
Foto de Reprodução

A comunidade escolar compareceu para exercer o direito ao voto e escolher os novos diretores e vices nas unidades municipais de ensino em São Sebastião do Paraíso, sábado (1/12). Doze escolas e oito centros de educação infantil passaram pelo processo e, no mesmo dia, já souberam os nomes dos vencedores. Haverá prazo para recursos e a posse dos eleitos será no início de 2019, para um mandato de quatro anos que se inicia em 1º de janeiro, podendo haver uma reeleição.

A votação aconteceu nas próprias escolas e creches das 8h às 14h. De um total de 1.201 possíveis votantes, o pleito teve um voto nulo e outros 450 dados por pais, professores e funcionários nas unidades com mais de uma chapa inscrita. Onde teve apenas um nome, o próprio Conselho Escolar aprovou a indicação, exceto na E. M. Alice Naves Ferreira (Jardim Planalto). A candidata Grayce Keller Teixeira, que tinha como vice Celene Donizete Silva de Pádua e Salete Aparecida Simoni, não teve seu nome aprovado pelo Conselho.

A Secretaria Municipal de Educação vai aguardar nos próximos dias os membros indicarem outra pessoa entre os aprovados no processo de Certificação. O nome passará pelo crivo do prefeito e da Secretaria de Educação.

Na maioria das unidades houve apenas uma chapa concorrendo ao cargo de diretor e vice. Nas escolas Hilda Borges Pedrosa (Veneza) e  Maria de Lourdes Dizaró (Santa Tereza) foram duas opções. Na escola  Wulfida Marcolini (Maria Italiana) e no CMEI Inês Ferreira Marcolini  (São Judas), três chapas estavam na disputa. “O processo de eleição de diretor e vice-diretor da rede municipal de ensino transcorreu de modo tranquilo e seguiu o edital, cumprindo os princípios da gestão democrática. Por isso, penso que nosso trabalho atingiu seu propósito, possibilitando a participação da comunidade escolar”, disse a secretária municipal de Educação, Maria Ermínia Preto de Oliveira Campos.

Na E. M. Campos do Amaral (centro), a diretora reeleita foi Elainy  Cristina dos Santos Lisboa, tendo como vices Lúcia Helena Guimarães  Pereira e Priscila Melissa Luzia. Na E. M. Ibrantina Amaral (bairro  Maria Italiana), foi reeleita a diretora Elisângela Marques Teixeira  Rabelo, tendo como vice Adílson Vieira de Pádua. Na Escola Noraldino Lima (centro), foi reeleita Vânia Aparecida Potenciano, tendo como vice  Eneida Maria Dionízio Pádua.

Nas escolas da zona rural, Iracy Gonçalves Dias Tiago (Morro Vermelho – 1º mandato), Roselaine Aparecida de Medeiros (Napoleão Volpe, reeleita), Carla Maria da Silva Bárbara (Roque Scarano – região dos Marques, reeleita), tendo como vice Artur dos Santos Gomes. Na escola da comunidade de Termópolis, a direção ficou com Elizete Carvalho Gonçalves de Aguiar, que foi reeleita. No distrito de Guardinha, o Conselho aprovou e reelegeu Silvana Aparecida de Andrade Antônio Souza e sua vice Maria de Lourdes Ribeiro para a direção da E. M. Francisco Daniel. No Centro Municipal de Educação Infantil, Frei Bruno Rodrigues, foi reeleita Francisca Helena Eustáquio.

Nos CMEIs da área urbana, foram aprovadas e reeleitas pelo Conselho Escolar, Nalda Aparecida Martins (Messias Alves Luiz Cerize – Jardim América), Valéria Carvalho Tubaldini (Emiliana Ferreira de Souza – Rosentina), Cristina de Jesus Oliveira Alves (João XXIII – Santa Tereza), Michele Cristina da Silva Godoi (Otília Amaral Soares – Jardim Planalto), Ana Maria Costa Heto (Antonino José Amorim – Vila São Pedro) e Marinilda Aparecida da Silva (Vinício Scarano – Jardim das Paineiras).

Onde aconteceu disputa, saíram vencedores Valéria Apare-cida de Rodrigues Silva (reeleita na E. M. Hilda Borges Pedrosa), com 77 votos. A 2ª colocada foi Jaqueline Cristina Martins, com 17 votos.

O maior colégio eleitoral foi na escola Maria de Lourdes Dizaró, onde 212 participaram da votação. Foi reeleita Márcia Helena de Belo Melles, que obteve 151 votos. Ela tem como vice-diretoras Lislene Aparecida Pes-soni Amaral e Maria Aparecida Duarte Gonçalves. O 2º colocado, Cícero Barbosa da Silva, teve 60 votos. Ele concorria juntamente com Paula Aparecida Santos e Maria da Penha Moura Alves.

Na E. M. Wulfida Marcolini, três chapas estavam na disputa. Foi reeleita Maria Aparecida Real Santana e sua vice Maria Antônia Marques Coelho de Oliveira, com 45 votos. Em 2º lugar, com 32 votos, ficaram Rosilda Aguiar de Oliveira Félix e a vice Márcia Luzia Ferreira Oliveira. Na 3ª colocação, com 17 votos, Aliane Barbosa de Souza Alves e sua vice, Carla Moreira dos Santos Antunes. No CMEI Inês Ferreira Marcolini, onde também três chapas concorriam, ganhou Roberta Aparecida de Arruda Martins – 1º mandato, que obteve 23 votos. Em 2º ficou Danyela de Fátima Morais Poscidônio (13 votos) e em 3º, Josimari Rocha da Silva Dizaró, com 7 votos.

por Adriano Rosa Silva