MELLES SEBRAE

Melles assume diretoria do Sebrae nacional

Por: Redação | Categoria: Brasil | 05-02-2019 11:43 | 3347
Foto de Reprodução

O ex-deputado federal Carlos Melles assumiu nesta sexta-feira, 1º de fevereiro, a diretoria administrativa e financeira do Sebrae nacional. Melles, que é ex-ministro e ex-secretário de Transportes e Obras Públicas de Minas, passa a compor a diretoria executiva do Sebrae junto com o diretor presidente, o ex-ministro João Henrique de Almeida Sousa, e o diretor técnico, também ex-ministro Vinicius Lage. O novo presidente do Conselho do Sebrae é José Roberto Tadros, que preside a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Carlos Melles passa a despachar diariamente no gabinete da sede nacional do Sebrae, na capital federal.

Melles contabiliza mais de duas décadas de atuação em favor das micro e pequenas empresas. Foi, por exemplo, o presidente da comissão que levou para aprovação a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, que criou figuras com o Simples Nacional e o MEI -Microempreendedor Individual, que hoje beneficiam mais de 11 milhões de empreendedores. Teve atuação decisiva ainda na aprovação de outros grandes projetos, o mais recente foi o relator do projeto que aprovou a Empresa Simples de Crédito – ESC. Em todas estas conquistas, Melles foi parceiro do Sebrae e atuante como membro da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, uma das mais representativas do Congresso Nacional.

“Estou muito feliz, me sinto em casa no Sebrae, afinal tenho uma história de parceria e trabalho com a instituição, que por sua excelência, sempre foi e no Brasil do momento será ainda mais importante como instrumento em favor do empreendedorismo, para trazer novas coisas para o mercado, apoiando as pessoas em diversas áreas do conhecimento, gerando novos empregos, transformando nosso país e colaborando para o seu crescimento”, disse Carlos Melles.

Melles elegeu-se por seis mandatos consecutivos deputado federal por Minas Gerais, foi ministro de estado do Esporte e Turismo, e secretário de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais.

Como deputado destinou, no período de sua atuação parlamentar, mais de R$ 1,5 bilhão para os municípios que representou, além de trabalhar e defender a aprovação de grandes projetos em favor especialmente da agropecuária, do cooperativismo, dos municípios, e da micro e pequena empresa. Foi o ministro que formulou políticas que deram base para um salto no turismo, atraindo turistas do país e do exterior; e projetos inovadores como o esporte na escola.
(por Paulo Delfante)