SÃO TOMÁS DE AQUINO

Ser Voluntário é dar um pouco de si para o próximo

Por: Selma Braia | Categoria: Cidades | 19-02-2020 13:59 | 304
Foto de Reprodução

A sala tem uma energia positiva. Pequena para acolher tantas senhoras de boa vontade, que de maneira voluntária dedicam horas do seu dia bordando motivos variados, costurando, fazendo ricos biquinhos de crochê, tricotando mantas, mimosos sapatinhos, paletozinhos que irão espantar o frio. Não só isso, mas também várias bolsas, aventais, peças para o vestuário infantil.

“Abelhas” laboriosas, organizadas, cada uma cumprindo o bonito papel de ser voluntário do amor ao próximo.

Apesar de ter sido chamada várias vezes por Elaine Lima Tonin, Marta Cândido só pôde atender ao seu chamado após a aposentadoria na Escola Estadual Dr Tancredo. “Identifiquei-me dentro dos trabalhos da oficina de costura da Pastoral da Criança”.

Marta afirma que o sucesso da oficina se deve à perseverança das companheiras de jornada e principalmente do amor dedicado aos trabalhos confeccionados.

A grande recompensa é a de ver as pessoas mais felizes. Da oficina saem os enxovais para os recém-nascidos dos Cursos das Gestantes. As mamães ficam alegres com os presentes ofertados. A voluntária enfatiza que, quando a pessoa está feliz, muita coisa realiza para o bem.

As voluntárias têm encontro marcado toda quarta-feira às 13 horas, faça chuva, faça sol. Encontro para troca de serviço. Muitos dos trabalhos são terminados em casa, pois o tempo é pouco.

Todas as amigas estão juntas desde o primeiro dia, da proposta de realizar esse tipo de trabalho. Marta Cândido explica que o objetivo real de todas é o de amplamente l de todas é o de amplamente  atingir as pessoas no sentido de torná-las felizes. A base de tudo é o amor, do contrário os frutos não serão tão gratificantes quanto os que nós colhemos aqui. Graças a Deus.
Matéria Especial 119 anos de 4 de julho de 2004 página 7