FUTEBOL AMADOR

Operário mantém expectativa sobre início do Regional Amador da FPF

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Esporte | 18-07-2020 07:56 | 871
Operário quer neste ano repetir campanha vitoriosa de 2019 no Campeonato Regional Amador Paulista
Operário quer neste ano repetir campanha vitoriosa de 2019 no Campeonato Regional Amador Paulista Foto: Arquivo/ Jornal do Sudoeste

O Operário Esporte Clube ainda vive a expectativa da participação no Campeonato Regional Amador, promovido em conjunto pela Liga Serranense de Desportos e a Federação Paulista de Futebol. Depois da conquista do vice-campeonato em 2019 a equipe vinha se preparando para a disputa deste ano, que teve seu início cancelado devido a pandemia do novo coronavírus. "O grupo está formado, temos mantido contatos e esperamos ansiosos que nas próximas semanas possamos ter alguma notícia positiva sobre a realização desta competição", anuncia o treinador Adilson Lara.

Ele lembra que em fevereiro e início de março foi feito todo um trabalho de preparação da equipe visando a participação na competição deste ano. "Na verdade, a montagem do grupo teve início no final do ano passado, quando foram iniciados os contatos com os atletas que vieram reforçar nosso time", conta Adilson.

O Operário pretende fazer um trabalho sério visando defender o título de vice-campeão conquistado em 2019. "O desafio é grande, pois, além de defender o título almejamos sim algo mais, mesmo sabendo que existem fortes adversários pela frente, mas já ficou provado que somos capazes e temos condições de fazermos uma brilhante participação", observa o técnico alvinegro.

No entanto, o maior adversário não só do Operário, mas de todas as equipes que disputam o campeonato chama-se coronavírus. Por isso o início da competição marcado para meados de março precisou ser adiado e por enquanto não tem data para ser iniciada.

Adilson informa que tem mantido contato com os demais dirigentes através de redes sociais. "Trocamos informações a respeito da competição, como data, local, horário e outros detalhes referentes aos jogos, mas não temos uma data definida para o início do campeonato", comenta. Somente em julho é que o futebol profissional está sendo retomado gradativamente com a observância de todas as cautelas, por isso ainda há mais um período de espera para a liberação da prática esportiva em todas as categorias.

"Estamos dependendo da Federação Paulista de Futebol", disse. Ele explica que primeiro estão sendo liberados os jogos da Série A1 o que já é um primeiro passo para a retomada. "Aos poucos serão liberadas as disputas da Séries A2 e A3 para o final de julho onde as equipes poderão voltar aos treinamentos e posteriormente deve ser marcada o início dos jogos, possivelmente na segunda ou terceira semana de agosto".

A expectativa é de que nas próximas semanas a bola possa rolar no futebol amador. "Nós temos uma possibilidade, se voltar estas categorias, de no final de agosto quem sabe retomarmos a "Bezinha" e o nosso amador", acrescenta.  

Adilson destaca que o grupo está mantido e tem mantido contato com os atletas. "Todo mundo está se cuidando e treinando da maneira que é possível, a gente sabe que não é a mesma coisa agora trabalhar de forma individual, em comparação quando temos todos juntos. As conversas são sempre na expectativa de que vai chegar um dia de voltar e que tudo vai melhorar", ressalta. Contudo o técnico enfatiza que sempre fica uma dúvida sobre como tudo será de agora em diante. "Como eu disse tem aquela incógnita, não tem o dia certo".

Se a bola não rola, os jogadores nem treinam, pelo menos os cuidados com o Estádio Dr. Joaquim Ferreira Gonçalves, o 1º de Maio, estão sendo mantidos com todo zelo. "Estamos cuidando das instalações e o gramado tem recebido um tratamento especial, está um verdadeiro tapete para quando a bola voltar a rolar", comenta. Adilson cita ainda que a diretoria do Operário tem se movimentado e feito o possível para dar todo apoio a equipe.

Ainda assim mesmo que tenha o sinal positivo da Federação Paulista, o Operário por ser a única equipe de Minas Gerais a participar do Campeonato Regional Amador, agora também depende de autorização do Município, para voltar a treinar e realizar jogos em seus domínios.

"Teremos também de aguardar um aval de Paraíso para liberar e podermos reunir o pessoal, retomar os treinos em grupo e com bola, para depois pensarmos na realização dos jogos", descreve Adilson.  "O jeito é aguardamos para sabermos se teremos o campeonato como estava definido antes, ou se teremos apenas um torneio para não perdermos o ano devido o calendário", acrescenta.

Mesmo diante das incertezas, o que não falta é a fé. "Agora temos de aguardar o que vem por ai, pedindo a Deus que o mais rápido possível tudo isso possa passar e voltemos a praticar o nosso futebol de sempre", finaliza o treinador.