PRÉ-CANDIDATO

Reminho se coloca como pré-candidato a prefeito de Paraíso pelo MDB

Por: João Oliveira | Categoria: Política | 09-09-2020 17:58 | 3950
Ex-prefeito Rêmolo Aloíse e seu filho, Daniel Mendonça Aloíse
Ex-prefeito Rêmolo Aloíse e seu filho, Daniel Mendonça Aloíse Foto de Arquivo "JS"

O ex-prefeito Rêmolo Aloíse e seu filho, Daniel Mendonça Aloíse, encaminharam ao presidente da Comissão Eleitoral do MDB em Minas Gerais, Adalclever Ribeiro Lopes, comunicado informando suas intenções de disputar o cargo de prefeito e vice, nas eleições deste ano em São Sebastião do Paraíso. A notícia começou a circular ainda na terça-feira (8/9), tendo sido comunicado ao presidente da Comissão Provisória do partido em São Sebastião do Paraíso, José Antônio Cintra, a pretensão de Reminho.

O ex-prefeito, que renunciou em 2016 poucos meses antes das eleições municipais daquele ano, deixou claro, no comunicado, sua pretensão e homologação em convenção municipal do MDB que acontece neste sábado, dia 12 de setembro, a partir das 8h.

De acordo com o presidente da comissão do MDB, José Cintra, a convenção não tem pedido de registro de candidatos a vereador, somente o de Reminho que se colocou como pré-candidato a prefeito.

Durante seu mandato (2013-2016) Reminho protagonizou diversas polêmicas que envolveram desde conflitos com servidores municipais à falta de repasses à Santa Casa de Misericórdia.

Em 2019, tramitou na Justiça, ação contra Reminho pela reabertura do Hospital Sagrado Coração de Jesus, em março de 2015, para onde foram levados móveis pertencentes ao município, mudança feita durante final de semana, isso um dia depois da Câmara Municipal aprovar a criação do Hospital Municipal de São Sebastião do Paraíso, que foi considerado ilegal. Decisão do juiz de direito da 2.ª Vara Cível da comarca, Marcos Antônio Hipólito Rodrigues reconheceu denúncia feita pelo Ministério Público, e o ex-prefeito Rêmolo Aloise foi condenado a ressarcir os cofres do município, em importância a ser apurada.

Além disto, Reminho foi condenado judicialmente neste ano por improbidade administrativa em ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais. Conforme decisão do juiz de direito da 1.ª Vara Cível da comarca de São Sebastião do Paraíso, Osvaldo Medeiros Neri, houve entendimento que, enquanto prefeito, em 2016, Reminho praticou “assédio moral” ao instaurar procedimento administrativo em face do médico Sandro Marciano dos Santos, o que teria sido uma forma de retaliação porque o médico ajuizou demanda trabalhista contra o ex-prefeito.

RENÚNCIA
A renúncia ao cargo de prefeito por Rêmolo Aloíse aconteceu em setembro de 2016. À época, Reminho abriu mão de sua candidatura à reeleição, informação esta dada ao Jornal do Sudoeste por um dos poucos secretários que ainda faziam parte de seu governo. Segundo apurou-se na época, Reminho havia dito aos secretários que ele estaria sem apoio da Câmara Municipal, e isto estaria inviabilizando sua administração. O seu filho, o vice-prefeito Daniel Mendonça Aloise, também renunciou.

À época Reminho era investigado por uma Comissão Parlamentar Processante (CPP) instaurada pela Câmara Municipal, por supostos desvios de verbas da saúde e má gestão de recursos públicos, e renunciou. E isso agora poderá ser empecilho para sua pretensão de novamente candidatar-se a prefeito, pois trata-se de impedimento legal por oito anos, a partir da data que seria o término de seu mandato.

Em 16 de junho de 2016 a Câmara Municipal aprovou o afastamento de Reminho do cargo de prefeito por 90 dias, para evitar que ele pudesse atrapalhar os trabalhos da CPP. Mas ele conseguiu ser reintegrado por decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

A convenção do MDB está marcada para sábado (12/9), quando poderá ser aprovada sua candidatura pelo partido, que posteriormente precisa ser homologada pela Justiça Eleitoral.

Informações obtidas pelo Jornal do Sudoeste dão conta que assessorias jurídicas de diretórios partidários em São Sebastião do Paraíso se movimentam no sentido de impugnar a candidatura de Rêmolo Aloise.