REPÚDIO

Câmara de Paraíso envia a Zema moção de repúdio a membros de sua equipe

Por: João Oliveira | Categoria: Política | 21-10-2020 08:05 | 1078
Presidente da Câmara Lisandro José Monteiro
Presidente da Câmara Lisandro José Monteiro Foto de ASSCAM

O presidente da Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso, Lisandro José Monte-iro, solicitou que fosse enviado ao Governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema, nota de repúdio pela forma como ele, outros vereadores e empresários foram tratados por membros de sua equipe, quando da visita a obra do asfaltamento na estrada para Guardinha no último dia 15 de outubro. Lisandro, assim como outros membros de Legislativo, foram barrados e não tiveram permissão para participar de visita de Zema ao local.

Durante a sessão (19/10), o presidente da Câmara lembrou que o Legislativo não foi convidado para participar do encontro em que estaria o Governador, e que posterior a isto teria recebido ligação do secretário de Comunicação do Governador, Rodrigo Freitas, em que se desculpava pelo ocorrido. Lisandro destacou que, quando o governador faz alguma visita, o responsável pela lista de convidados é o cerimonial de quem o convida, não tendo sido ele (Lisandro), entre outros, autorizado a participar.

De acordo com a moção, "todos os vereadores foram impedidos de acompanhar a ilustre visita, sendo autorizados apenas os representantes do Executivo municipal. Vale destacar que Vossa Excelência estava acompanhado também do deputado estadual Antônio Carlos Arantes, atual vice-presidente da Assembleia Legislativa. Esta atitude totalmente desnecessária causou um enorme constrangimento aos representantes do Poder Legislativo e consequentemente um enorme desrespeito também com a Casa Legislativa", ressaltou.

"Repudiamos tais atitudes, visto que somos todos representantes da população e da mesma forma que sempre respeitamos Vossa Excelência, inclusive quando veio até esta Casa Legislativa apresentar suas propostas de Governo, teve um tratamento digno que qualquer cidadão merece. Por fim, ressaltamos nossa profunda tristeza com todo o ocorrido e requeremos o devido respeito que esta Casa e seus representantes merecem", finalizou Lisandro Monteiro.