BUTANVAC

Paraisenses participam de pesquisa da vacina Butanvac contra a Covid-19

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 17-09-2021 09:16 | 416
Prefeito Marcelo Morais e o vice Daniel Tales participaram de reunião com equipe do Instituto Butatan e HC de Ribeirão
Prefeito Marcelo Morais e o vice Daniel Tales participaram de reunião com equipe do Instituto Butatan e HC de Ribeirão Foto: Bryan Felipe

Paraisenses com idades entre 18 a 59 anos que não receberam nenhuma dose da vacina contra a Covid-19 e também não contraíram a doença, têm até nesta sexta-feira,17 para fazerem a inscrição e participarem da pesquisa de testes clínicos realizada pelo Instituto Butantan e o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP) sobre a Butanvac. Na quarta-feira,15, o prefeito Marcelo Morais assinou o termo de cooperação que permite o Município participar do projeto. As pessoas selecionadas passarão por uma triagem e cerca de 100 delas receberão a aplicação da vacina na segunda-feira,20, em Ribeirão Preto (SP).

A assinatura do termo de cooperação entre o Município, o Instituto Butantan e a Unidade de Pesquisa Clínica do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto/USP ocorreu na tarde de quinta-feira,15, em reunião na Prefeitura. O prefeito Marcelo Morais explicou que para participar da pesquisa, o cidadão deverá ter de 18 anos a 59 anos, não ter tomado ainda a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e nem ter sido positivado com a doença. A Prefeitura já disponibilizou em seu site e redes sociais um link onde as pessoas interessadas deverão se inscrever.

Outra medida anunciada é que o município negociou junto à instituição a possibilidade de uma ajuda de custo no valor de R$ 250 por dose aplicada, mesmo com a disponibilidade do transporte cedido para a pesquisa, que será realizada em Ribeirão Preto.

Foram liberadas 428 vagas para as inscrições das pessoas interessadas, o que deverá ocorrer até  sexta-feira,17. No sábado,18, será feita a triagem na Câmara Municipal.

“O prédio da Câmara possui uma logística favorável, que já foi aprovada, gentilmente cedida pelo presidente Lisandro Monteiro, para os exames prévios que serão feitos, antes da aplicação da vacina e que servirão de base para a seleção daqueles que efetivamente participarão da pesquisa”, diz Marcelo.

Já na segunda-feira, 20, o Hospital das Clínicas enviará ônibus que levarão os selecionados para receberem o imunizante em Ribeirão. Além de Paraíso, poderão participar do estudo pessoas residentes na microrregião, desde que atendam aos requisitos estabelecidos.

"Conseguimos estender a possibilidade de participação aos moradores de cidades como São Tomás de Aquino, Jacuí, Itamogi, Monte Santo de Minas e Pratápolis", enumera.

De acordo com o vice-prefeito, Daniel Tales, a Butanvac é uma vacina desenvolvida com tecnologia brasileira pelo Instituto Butantan e em parceria com o Hospital das Clínicas de Ribeirão. "É o vírus inativo, igual a vacina da Influenza, é o vírus morto que é inoculado no ovo, uma produção feita de maneira mais barata, mas eficiente e que se encontra em fase de teste", explica.

Daniel destaca que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou recentemente que o Instituto Butantan utilizasse em seus estudos a vacina Coronavac nos estudos, no lugar do placebo. "Assim as pessoas que participarem da pesquisa receberão a Butanvac ou a Coronavac, de forma que todos estarão vacinados. Temos muita confiança de que ela será efetiva contra as variantes que estão aparecendo, como a Delta, a Mu já detectada em várias cidades de Minas Gerais", finaliza.

Assinatura de termo de cooperação permite que moradores de Paraíso e da microrregião participem de pesquisa sobre a Butanvac