CORAÇÃO

Equipe do Hospital do Coração comemora êxito em procedimento complexo

Por: João Oliveira | Editoria: saude | 11/07/2017 | Visualizações: 6611

O paciente chegou em estado crítico e teve que ser submetido a uma cirurgia que durou mais de seis horas para reparar uma ruptura na aorta - Foto de Reprodução

A equipe do Hospital do Coração da Santa Casa de São Sebastião do Paraíso está comemorando uma grande vitória. Nesta semana, os médicos cirurgiões da unidade tiveram êxito em um procedimento que tem alta taxa de óbito. O paciente chegou em estado crítico e teve que ser submetido a uma cirurgia que durou mais de seis horas para reparar uma ruptura na aorta. O sucesso se deu devido ao socorro rápido e a oferta do serviço de alta complexidade em cardiologia na instituição
Na noite da última quarta-feira (5/7) médicos do centro cardiológico receberam um paciente, de 57 anos, em estado grave. Por volta das 17h ele teve uma parada cardíaca na UPA e foi encaminhado com urgência para a Santa Casa, onde foi constatada ruptura da aorta.
De acordo com o diretor clínico do hospital, médico cardiologista Flávio Vilela Diogo, este é um dos quadros mais graves que podem chegar a um serviço de emergência, levando cerca de 90% dos pacientes a óbito. A aorta é a maior e a principal artéria do corpo humano e a que leva sangue do coração para todos os órgãos, passando pelo tórax e abdômen. É o problema vascular que acomete mais homens que mulheres, a partir dos 50 anos, aproximadamente. 
Antes das 20h o paciente já estava sendo operado. O procedimento realizado pela equipe do Hospital do Coração da Santa Casa, cirurgiões Lucas Machado Paraizo, Frederico Nunes e Thiago Breguês, durou aproximadamente seis horas, com grande êxito.
Neste tipo de caso, principalmente, o socorro imediato aumenta as chances de vida do paciente. Isto só foi possível graças a estrutura disponível na Santa Casa e ao corpo clínico especializado da unidade cardiológica pronto para atuar em casos de alta complexidade.
Após a cirurgia, o paciente foi para a UTI Cardiológica. Segunda-feira, dia 10, ele recebeu alta médica e foi transferido para um quarto.
Com a saúde sendo restabelecida a cada dia, ele e seus familiares agradeceram aos médicos e a Santa Casa pelos cuidados e comentaram o quanto foi importante ter o serviço de cardiologia no município. “Se não tivéssemos o Hospital do Coração aqui na cidade, certamente meu marido não teria sobrevivido. É um serviço importantíssimo para a população. Passamos por um problema muito sério e os médicos muito capacitados deram uma resposta rápida, o que foi fundamental para salvar a vida dele, disse dona Versi Darine. 
(por Angélica Dizaró).

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897