SANTA CASA

Santa Casa implanta projeto que incentiva o registro civil

Por: João Oliveira | Editoria: saude | 30/07/2017 | Visualizações: 1513

- Foto de Reprodução

Com o objetivo de reduzir o número de pessoas sem registro no país e também oferecer um serviço humanizado, a Santa Casa de São Sebastião do Paraíso implantou o projeto Eternizar, de autoria das assistentes sociais da instituição, Walmira Pereira Ribeiro e Renata Mendes Cardoso.
O registro é o primeiro ato civil da pessoa, mas o Brasil tem quase 600 mil crianças até 10 anos sem certidão de nascimento. A falta do registro civil impede a pessoa de ter acesso a serviços de saúde, benefícios trabalhistas, sociais, além de não poder votar. 
Sem a certidão a pessoa não está apta a obter a documentação básica. O documento é exigido inclusive para atestar a morte. No caso das crianças, a falta de registro aumenta a vulnerabilidade social, trabalho infantil, à exploração sexual, ao tráfico de crianças, impossibilita a inserção em creches, escolas, projetos e diversos programas sociais.
Com a implantação do projeto, os pais que apresentarem a certidão de nascimento de seu bebê, ainda durante a internação, serão contemplados com uma fotografia 10x15 do filho, como forma de incentivo ao ato do registro civil.
Além de proporcionar a humanização do serviço, que é uma das missões da Instituição, o objetivo principal é fazer com que um número maior de bebês já saia do Hospital com sua certidão de nascimento, garantindo assim direito da criança previsto no artigo 102 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897