PRAÇA DEESPORTES

Novo presidente da Praça de Esportes sonha com recuperação do espaço

Por: João Oliveira | Editoria: cidades | 07/08/2017 | Visualizações: 1907

Espaços estão bastante deteriorados; investimento para recuperação deve ser grande - Foto de João Oliveira/Jornal do Sudoeste

Há pouco mais de dois meses em seu primeiro mandato como presidente da Praça de Esportes Castelo Branco, o paraisense Rubens Tomás, o Didi, que assumiu a diretoria do clube em maio, tem trabalhado duro para tentar dar uma nova cara à Praça. Os desafios, principalmente financeiros, são muitos, mas Rubens, conforme relata, não tem medido esforços para tentar tornar o lugar mais agradável aos associados e frequentadores de um dos maiores patrimônios de São Sebastião do Paraíso.
O estado da Praça é crítico e a reportagem do Jornal do Sudoeste esteve no local onde pôde constatar a precariedade em que vive o espaço. Todos os banheiros estão com as válvulas de descarga estouradas e exalando forte odor de esgoto; o toboágua de uma das piscinas está interditado, com toda a estrutura metálica deteriorada pela ferrugem. Além disso, há toda a questão do espaço físico que não apresenta boas condições, entre eles um local que antes era uma quadra coberta e foi destruída para ampliação e nunca teve a obra acabada.
O novo presidente, que foi apontado como um bom nome pela sua chapa, diz que não fez promessas quando decidiu assumir a presidência da Praça. “A única coisa que eu havia prometido era tentar pagar o salário de um funcionário que existe da Praça e que estava atrasado, foi minha única meta. A Praça estava completamente abandonada, crescendo mato na praia da piscina, corredor, campo de futebol, estava toda abandonada. Procuramos a Prefeitura e também outras pessoas que colaboraram e realizamos uma boa limpeza. Estamos tentando organizar; mas ainda há muitos problemas, os banheiros estão com válvulas de descarga e vidros quebrados entre muitos outros problemas. Devagar estamos colocando isso em ordem, em situação mais aceitável”, relata.
Hoje, a Praça conta com pelo menos 120 associados, a maioria, segundo Rubens, abandou ou deixou de pagar pela situação de precariedade que se encontrava o local. Ele ainda não fez levantamentos sobre o quanto seria necessário investir na Praça, e comenta que durante esses dois meses, esteve ocupado ajudando a cortar grama do campo, carpir a área da Praça, além de outras manutenções para mostrar aos frequentadores que havia algo novo acontecendo e para que eles parassem de abandonar a Praça. 
“Logo que eu assumi, tivemos uma reunião com o secretário de Esporte e ele ressaltou a questão da possibilidade do SESC encampar a área. Mas até onde é de conhecimento, isso ainda está sendo discutido, mas eu particularmente não quero que isso aconteça. O que eu quero é buscar investidores e buscar condições para manter a Praça de Esportes Castelo Branco. Não digo nem reerguer o clube, mas trazer uma nova Praça, porque aquela velha Praça de Esportes, da década de 70 e 80, eu acho que nunca voltaremos a ter. Digo isso pela crise que  vivemos ao olhar para outros clubes em Paraíso, o único que está em boa situação é o Ouro Verde”, destaca.
Segundo o presidente, a Praça conta com cerca de 120 associados, mas o clube já chegou a ter mais de mil sócios e uma receita considerável. “Hoje, a receita atual não chega nem a pagar o salário de funcionário, e para conseguir manter a Praça nós teríamos que ter no mínimo três funcionários, entre eles uma recepcionista, um faxineiro  e um zelador de manutenção de forma geral”, acrescenta.
Segundo Rubens, seu mandato será de dois anos e ele deve tentar uma reeleição. “Caso a Praça não seja encampada, o secretário me informou que a Prefeitura deve assumir e dentro das suas possibilidades investir em reformas e manutenção, mas se acontecer a encampação, segundo o secretário de Esporte, o SESC manterá os associados, no entanto existe a insegurança com relação a isto. Como a gente tem carinho pelo espaço, todo mundo que eu converso tem vontade ajudar, mesmo os que não são daqui; a praça é histórica. Eu quero que ela vá pra frente”, completa.  


SESC
Apesar da boa vontade do novo presidente, que tem literalmente colocado mãos na massa para tentar dar uma cara nova à Praça de Esportes Castelo Branco, os diálogos em relação à encampação do espaço pelo SESC estão bastante adiantados, segundo informou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ulisses Araújo.
De acordo com o secretário, a encampação não afetará os associados. “O projeto está em análise, há interesse do município em realizar essa permuta com o SESC. Uma das cláusulas do nosso convênio será de que os sócios da Praça Castelo Branco terão acesso normal ao espaço, mas claro, um espaço melhorado”, destaca.
Conforme Ulisses, a ideia, além de melhorar o espaço que hoje se encontra em péssimas condições, será implantado os serviços que são oferecidos pelo SESC. “A ideia é pegar a criança pós-creche e devolver para a família, no sentindo educacional, na idade de ingresso à universidade, e o SESC consegue fazer isso, o que é um ganho muito grande para Paraíso”, acrescenta.
Com a Praça encampada pelo SESC, a área que foi doada pela Prefeitura ao Serviço Social de Comércio, entre o Califórnia Garden e Mediterranèe, voltaria para o município e posteriormente doada para Universidade Federal de Lavras (Ufla).
“Estamos acreditando fortemente e com muita lucidez na concretização deste projeto. Está muito encaminhado e os diálogos estão bastante avançados. Mas, de modo algum, queremos que os associados deixem de usar o espaço, isso será garantido com o convênio; esses associados terão um espaço melhorado. Se conseguirmos isso e também implantar a Ufla em Paraíso haverá uma mudança regional e será um marco na história da cidade”, completa o secretário.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897