APC

O frio cortante que existia em Jacuí

Por: Fernando de Miranda Jorge | Editoria: cultura | 09/08/2017 | Visualizações: 358

- Foto de Reprodução

Muitos não conheceram aquele frio que entupia as torneiras com água congelada. Não conheceram as geadas constantes que cobriam os telhados das casas, as pétalas das rosas das roseiras da praça e liquidavam os cafezais. Sim, a Jacuí de tempos remotos cultivava belas plantações de roseiras. Hoje em dia isto é raro. Cadê o frio de doer nos ossos? Bastava chegar o entardecer e o céu avermelhar-se e pronto, podia-se dar ao recolhimento, ele vinha de rachar. Mudanças climáticas? Falta de árvores urbanas? Muito concreto e asfaltamentos nos espaços públicos? O dito popular diz que é isso. Fazia muito frio, às vezes incontrolável. E justo nesta época, eu, o Paulo do Tonico e o Zezinho do Zé Augusto saíamos às quatro da manhã para fazer ginástica, no campo de futebol. Era de tirar o fôlego! Os dois se lembram disto? Não sei, agora é diferente: mudança do clima ou alteração climática, referindo-se à sua variação em escala global ou dos climas regionais históricos – vejam as diferentes temperaturas saindo-se de Passos ou São Sebastião do Paraíso para Jacuí? Estas variações dizem respeito a mudanças de temperatura, precipitação – quantas vezes vemos chover nestas cidades circunvizinhas e não cair nenhuma gota aqui em nossa cidade? Nebulosidade, e outros fenômenos climáticos em relação às médias que estávamos acostumados. Enfim, entende-se que a mudança do clima pode ser tanto um efeito de processos naturais ou decorrentes da ação humana. Por isso devemos ficar atentos para os tipos de alterações que andam acontecendo em cada região, em cada cidade. O clima de Jacuí sempre foi muito bom para o plantio de frutas de excelente qualidade, até nos pequenos quintais tínhamos pera, uva, mexerica, goiaba, figo, pêssego, laranja, marmelo e abacate. Como era prazeroso papear em torno do fogão à lenha enquanto a geada cobria de branco toda a nossa cidade. O clima aqui é bom, mas falta área verde urbana ou parque florestal, com predomínio de vegetação para diversos propósitos. A preservação da natureza e a aclimatação de sua área de domínio – com a melhoria do ar – é a prioridade destes ambientes, contribuindo-se assim, para o bem-estar da população local.


FERNANDO DE MIRANDA JORGE
Acadêmico Correspondente da APC
Jacuí/MG
E-mail: fmjor31@gmail.com  

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897