IRREGULARIDADE

Possível irregularidade em licitação de transporte público gera nova polêmica na Câmara

Por: João Oliveira | Editoria: transporte | 16/11/2017 | Visualizações: 861

- Foto de Reprodução

Vereadores apontaram na sessão de segunda (13/11), possíveis irregulares por parte de empresas que estariam concorrendo ao certame que envolve a licitação do transporte público em Paraíso. Segundo apontou Marcelo Morais, há a suspeita de que duas empresas diferentes, que concorrem ao processo, seriam a mesma. Se confirmado, vereadores apontaram a possibilidade da Prefeitura suspender mais uma vez o processo, que já se arrasta desde o início do ano.
A polêmica foi levantada pelo vereador José Luiz das Graças, que pediu que fosse protocolado ofício convidando responsável pela empresa Viação Cidade dos Ipês ir à Casa esclarecer boatos de que haveria uma possível paralisação dos serviços do município e que teria ganhado certa repercussão nesse final de semana. Marcelo questionou sobre o contato do vereador com a empresa e ele informou que oportunidade também seria ótima para tratar da licitação do transporte no município, tendo em vista que o contrato com a empresa venceu em dezembro de 2016.
"Há tantos problemas nas licitações, e todas elas têm, talvez fosse o momento de nós, vereadores, fazermos alguns questionamentos ao responsável pela empresa", solicitou. 
Marcelo questionou se o vereador teria pesquisado os CNPJs das empresas correntes no processo de licitação e José Luiz afirmou que alguns ele sequer conseguiu encontrar. "Há uma suspeita de que duas empresas estão disputando sendo a mesma", afirmou  Marcelo disse ainda que iria requerer o processo de licitação envolvendo o transporte público e protocolar denúncia junto ao Ministério Publico.
"Já existe comprovado pelos documentos levantados por essa presidência de que tem duas empresas que têm um vínculo muito forte, no mínimo já as desclassificaria do certame. Para que não cometamos nenhuma injustiça com a Prefeitura, iremos requerer esses documentos e fazer a denúncia junto ao MP, para que ele apure, porque o que nós apuramos já está caracterizado, inclusive com fotos", afirma o vereador, que disse ainda que havia quase certeza de que a Prefeitura desconhecia a situação e levantou a hipótese de um possível cancelamento do processo em vigor quando o caso viesse à tona.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897