CURTAS

CURTAS EDIÇÕES 2161

Por: Redação | Editoria: cidades | 13/12/2017 | Visualizações: 8830

- Foto de Reprodução

EXPECTATIVA
É grande a expectativa em São Tomás de Aquino para a última sessão do ano na Câmara Municipal. A segunda votação ao Projeto de Lei Complementar que altera a Lei Orgânica do Município e possibilita aos agentes políticos da cidade o recebimento de 13º salário e um terço de férias, terá casa cheia. A questão poderá ir parar na Justiça já que algumas irregularidades já foram apontadas na tramitação do projeto. O descontentamento popular em relação a proposição tem sido destaque nos meios de comunicação, nas redes sociais, nas conversas de esquina e até na missa. 


ADIADO
Já em Paraíso, pelos lados do Legislativo, o polêmico projeto do vereador Sérgio Aparecido Gomes que prevê a concessão de título de cidadania honorária ao deputado Jair Bolsonaro tem dado o que falar. Diante de tantas indagações e questionamentos da comunidade, o vereador Lisandro Monteiro solicitou vistas ao projeto. A proposição não é unanimidade entre os membros da casa e corre sério risco de ser rejeitada. A definição poderá ocorrer na próxima segunda-feira, dia 21, quando acontecerá a última sessão ordinária do ano. Não está descartada a possibilidade de alguma sessão extra até 31 de dezembro e outras durante o recesso de janeiro. 


MOVIMENTANDO
Desde esta semana o comércio de Paraíso definitivamente está funcionando em horário especial objetivando as vendas de fim de ano. A movimentação na segunda-feira ficou dentro da expectativa. Também já foi inaugurada a iluminação especial na Praça Comendador José Honório, onde está instalada a casinha do Papai Noel que chegou com pompas na última sexta-feira. A programação musical com apresentações diversas é mais um atrativo que está em funcionamento junto com as atividades da feirado artesanato que também acontece na praça da matriz. 


RECEBENDO
Vai ser nesta quarta-feira,13, às 9 horas da manhã a recepção na prefeitura de Paraíso ao ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda. Há algum tempo que ele vem percorrendo as cidades do interior do estado e se apresentando as principais lideranças municipais. Há quem aposte na possibilidade dele vir a ser um dos políticos que irá concorrer ao governo do Estado de Minas Gerais em 2018. Como ainda restam pelo menos seis meses para as convenções, todas as possibilidades são consideradas. Muitos apostam em renovação na política, mas por outro lado Marcio Lacerda deixou bom nome como prefeito de Belo Horizonte. 


REUNIÃO
A Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande - AMEG realizou na segunda-feira,11, sua 162ª Assembleia Geral Ordinária. Na pauta principal a eleição da nova Diretoria e do novo Conselho Fiscal para o exercício de 2018, apresentação e aprovação do orçamento da AMEG para o exercício de 2018.  O evento aconteceu na sede da entidade em Passos no período da manhã. Participaram do encontro prefeitos, vice-prefeitos, secretários e assessores. 


REELEIÇÃO
A atual diretoria que foi reeleita é composta pelo Prefeito de Piumhi, Adeberto José de Melo (Deco), como presidente, o Prefeito de Passos Carlos Renato Lima Reis como 1º Vice-presidente e o Prefeito de São Sebastião do Paraíso Walker Américo Oliveira como 2º Vice Presidente. Eles conduzirão os rumos da associação ate o próximo ano. Nos pronunciamentos o que não faltou foram queixas em relação às dificuldades financeiras e os atrasos nos repasses do governo mineiro.


CASTROMÓVEL
Ao final da assembleia o deputado estadual Cássio Soares foi convidado para anunciar, ao lado de membros de duas associações protetoras de animais, a assinatura de um convênio. O acordo entre a Secretaria de Estado de Governo e a AMEG prevê a liberação de R$240 mil reais para compra de um veículo furgão adaptado para uma unidade Castramóvel. O objetivo deste projeto é buscar soluções para o problema dos animais em condições de abandono através da castração e da consequente redução da população canina.


REPASSE
Numa resolução da SES (Secretaria de Estado da Saúde) de Minas Gerais foi divulgado o valor complementar e da dotação orçamentária referente a execução das ações de organização da Rede de Urgência e Emergência para o exercício de 2017. A Portaria nº 2.615, habilita a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e estabelece recursos a serem destinados ao Estado de Minas Gerais e Município de São Sebastião do Paraíso. Para a unidade local foi destinada a quantia de  R$ 27.062,50 ao mês e no total de R$81.187,50. 


COBRARAM
Vereadores voltaram cobrar da Prefeitura a remoção de veículos abandonados em vias públicas e a limpeza de terrenos. Lisandro Monteiro disse que desde o início do ano tem cobrado. Conforme disse o pior é que quem já havia removido está levando os veículos para vias públicas. O argumento é que outros proprietários em idêntica situação não tinham retirado os “ferros-velhos”. O mau exemplo falou mais alto que a ordem da prefeitura.


DELEGACIA
Por sua vez a Gerência de Arrecadação da Prefeitura, que está empenhada no assunto, disse que são mais de 100 veículos deixados em vias públicas de Paraíso, e segundo aquela gerência, proprietários estão sendo notificados, com o prazo de 10 dias para que retirem as latas-velhas. Vencido o prazo, o fato é comunicado à Delegacia Regional de Trânsito, com quem foi firmado convênio para tomar as devidas providências. 


ICM’S ATRASADO
Após reunião na segunda-feira,11, entre dirigentes da AMM (Associação dos Municípios Mineiros) e o subsecretário de Assuntos Municipais, da Secretaria de Estado de Governo, Marco Antônio Viana Leite, o Governo do Estado comunicou o repasse dos recursos atrasados do ICMS, no valor de R$ 257.182.825,75, e do Fundeb, de R$ 503.754.642,07, totalizando R$ 760.937.467,82 (valor bruto), referentes às cotas-parte dos municípios. Ainda faltam os repasses dos juros e correções monetárias.


ALÍVIO
A medida é considerada um grande alívio para muitos prefeitos de cidades em Minas Gerais. Segundo levantamento 70% das Prefeituras estão em dificuldades para fecharem as contas neste final de ano. Mesmo o governo tendo repassado uma parte dos débitos, ainda Ainda faltam os repasses dos juros e correções monetárias. O repasse é um direito constitucional dos municípios, e o valor bruto inclui o Fundeb, que também estava sendo retido parcialmente desde agosto de 2017, o que agrava a crise vivida pelos prefeitos de Minas Gerais. Os valores devem ser repassados todas as terças-feiras e estavam atrasados há três semanas.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897