REIVINDICAÇÕES

Membros do Conselho e moradores do Cidade Industrial e Alto Bela vista fazem reivindicações

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Editoria: cidades | 17/02/2018 | Visualizações: 3196

Moradores do Cidade industrial reclamam do tamanho e a localização da passarela sobre a BR 491 - Foto de Sebastião Tadeu Ribeiro

Membros do Conselho Municipal de Saúde que representam os bairros Cidade Industrial e Alto Bela Vista, se reuniram quarta-feira (14/2), com vários moradores para tratar de assuntos de relevância, visando melhorar as condições de vida em todos os aspectos, de modo a ter vida saudável e longa e segura.
A Delma Júlia Costa solicitou que ofício seja protocolado na prefeitura, reivindicando sejam tapados buracos na rua Dr. Anésio Soares de Paula, na altura dos números 260 – 270 no Alto Bela Vista. Idêntico pedido fez Maria de Lourdes Ribeiro dos Santos, residente na rua Professora Maria Inês Pimenta, Alto Bela Vista.
Antônio Caparelli da Silva,  morador na rua Eduardo José Amaral, no Cidade Industrial reclamou de som alto que acontece em finais de semana em uma danceteria, localizada no bairro Village Paraíso, que segundo ele, “incomoda e atrapalha o sono e sossego de sua família e demais moradores”.
Caparelli também reclamou de “sujeira de matos em vários terrenos no Cidade Industrial”, inclusive areia verde que segundo ele pertence à prefeitura. Onde deveria haver calçada na referida área pública, continua de terra, e completamente tomada de lixo, mato, entulhos e detritos que podem acumular água de chuva e ser criadouro de mosquitos que transmitem doenças.
Moradores na rua Eduardo José Amaral pediram para que a Secretaria municipal de Trânsito construa lombada na referida via, para evitar acidentes com pedestres, salientando que o trânsito é intenso e há muitos condutores de veículos “irresponsáveis” que transitam em alta velocidade.
Donizete Garcia, membro titular do Conselho, reivindica ao prefeito a colocação de um poste com iluminação no final da rua Pedro Gomes de Souza, e que a prefeitura determine seja consertado a tubulação de água pluvial que foi arrancada pela enxurrada na avenida Florentino Cândido de Rezende, no Alto Bela Vista, na ligação com a rua José Pio de Oliveira, no Cidade Industrial. Também alertou que na avenida Florentino, a canalização de água potável da Copasa está descoberta, podendo a qualquer momento ser estourada por vândalos e deixar a população sem o precioso líquido.
Outro detalhe que foi discutido pelos membros do Conselho e moradores presentes à reunião, foi sobre a localização da passarela que está prestes a ser concluída. Elogiaram a construção, que segundo afirmam, é bem feita, com segurança estrutural, mas em local não centralizado, no que se refere ao tamanho do bairro e que fica de frente a rua José Pio de Oliveira. Moradores alegam que a passarela ficou descentralizada, e com isso pedestres que residem nas proximidades e divisa com o Alto Bela Vista, ficou muito distante o acesso. Temem que pedestres naquele setor mais distante não vão atravessar sobre a passarela que ficou com extensão que ultrapassa 100 metros de um ponto ao outro, o entendem ser exagero.
Membros do Conselho: Carmem da Conceição de Souza, Dr. Thiago Rebuiti Carvalho, Donizete Garcia, Antônio Caparelli da Silva e Delma Júlia da Costa. Esteve presente o médico Dr. Daniel Talles, representante da Coordenação das Unidades de Saúde de São Sebastião do Paraíso.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897