RURAL

Situação das estradas é debatida na reunião do Conselho Rural

Por: Roberto Nogueira | Editoria: cidades | 17/03/2018 | Visualizações: 1965

Produtores rurais e Prefeitura avaliam parceria para manutenção das estradas rurais no município - Foto de Divulgação

A questão da manutenção das estradas rurais de São Sebastião do Paraíso foi o assunto mais discutido na reunião mensal dos membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS). Representantes de vários segmentos participaram dos debates e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agropecuário apresentou um diagnóstico sobre os principais problemas e propostas de solução para o setor. “Estamos propondo parcerias diante da situação econômica em que o município se encontra para que tenhamos, ao menos de imediato, uma solução paliativa, atendendo as necessidades de todos”, anuncia s secretária Yara de Lourdes Souza Borges.
A reunião foi dirigida por Marco Aurélio de Paula, presidente do Conselho Rural, que apresentou a pauta e conduziu os trabalhos. Estavam presentes os vereadores Marcelo de Morais, Lisandro Monteiro, José Luiz das Graças, Luiz de Paula e Ademir Ross. Também participaram representantes de várias associações de produtores rurais, da Emater, da Epamig e da empresa JBS, de Passos. “Foi uma reunião importante onde tivemos a oportunidade de dialogar com todos e debatemos questões importantes do nosso município”, explica Yara.
O principal assunto discutido foi em relação a situação das estradas rurais do município. Os produtores principalmente da região do Morro Vermelho queixaram-se da precariedade da via que tem dificultado o escoamento da produção de frango, principalmente, além do transporte de estudantes e a entrada e saída de outros produtos. Foi solicitado que a Prefeitura desse uma atenção especial ao trecho evitando que ocorra atrasos para a retirada de frangos que vão para o abatedouro e em relação a distribuição de ração, para evitar prejuízos aos produtores.
A secretária de Agricultura propôs que o atendimento para o socorro emergencial na via fosse feito através de parceria com produtores e até com a empresa que comercializa o frango com os produtores. “Esta tem sido a saída encontrada em várias outras questões e estamos verificando esta possibilidade, sem que estejamos furtando das responsabilidades do município”, justifica. Yara Borges enfatizou a situação financeira difícil enfrentada pela Prefeitura o que tem dificultado a administração a melhor desempenhar as suas funções.
O presidente do Conselho, Marco Aurélio apresentou um diagnóstico realizado pela Secretaria com os principais pontos que necessitam de manutenção. “São questões ligadas a limpezas e construções de caixas secas, desobstrução de esgotos, direcionamento das águas pluviais e cascalhamento”, enumera. Foi mencionado que o município possui apenas duas máquinas motoniveladoras em funcionamento, condição que limita os atendimentos em toda a extensão do município. 
“Continuaremos em contato com todos e trabalharemos dentro das possibilidades para que tenhamos as estradas em condições de tráfego, considerando que ainda estamos no período das chuvas, onde se faz um serviço pela manhã e muitas vezes a tarde com as fortes chuvas todo trabalho acaba sendo perdido”, esclarece.


OUTROS ASSUNTOS  
Durante a reunião também se tratou respeito do programa “Mais Genética”, que abrange o trabalho de inseminação artificial. “É algo novo que estamos iniciando no município que obteve um botijão de sêmen”, relata a secretária. Inicialmente serão atendidos produtores da região do Morro Vermelho, mas a proposta é levar o programa para todas as regiões do município. “Estamos nos preparando já visando a recarga do botijão, do nitrogênio e faremos a capacitação das pessoas interessadas em trabalhar nesta área”, acrescenta Yara. 
O agrônomo João Bosco Minto, da Emater ressaltou a necessidade dos produtores investirem na melhoria das pastagens para que as ações planejadas tenham melhor resultado.
Outro assunto comentado foi em relação aos contemplados do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). “Os primeiros convênios foram assinados depois de muita espera e muito trabalho e já estão prestes a tornar-se realidade para os contemplados”, diz Marco Aurélio. 
Na reunião também foi falado sobre a construção de fossas sépticas em parceria com uma empresa exportadora de café na Associação da Faxina. “É um programa interessante, aqueles que já assinaram contrato estão contentes porque já vão poder logo iniciar a construção de suas casas”, anuncia.

GRÁFICA E EDITORA DR LTDA

  • Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1
    Centro - São Seb. do Paraíso, MG
    CEP: 37950-000
  • E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br
  • Website: www.jornaldosudoeste.com.br
  • Telefone: (35) 3531.1897