Cultura

Bispo Dom Inácio João Dal Monte

Luiz Carlos Pais • 21-04-2021 • 371

Natural da Fazenda Monte Alegre, no município de Ribeirão Preto, São Paulo, João Dal Monte nasceu a 28 de agosto de 1897, nos momentos áureos de expansão da cafeicultura naquela região paulista. Aos três anos de idade, ficou órfão de pai e sua mãe resolveu retornar com a família para a Itália, de onde havia imigrado para participar do grande desafio de fazer a América, nas futurosas terras brasileiras...

Dinastia

Manolo D´Aiuto • 21-04-2021 • 157

Entre os desportistas mais queridos da cultura italiana estão certamente os irmãos Abbagnale, três irmãos originários de Pompeia, que dominaram a história do remo mundial, conseguindo inclusive derrotar aquele que é considerado o maior canoísta do mundo. História, o grande senhor Stephen Redgrave, durante as Olimpíadas de Seul em 1988...

VAI passar!

Fernando de Miranda Jorge • 21-04-2021 • 94

Quando as pessoas entenderem o verdadeiro sentido de solidariedade; compreenderem que o melhor para si e para seu semelhante é o respeito e a seriedade entre pessoas; nem uma doença ou uma pandemia poderá ser extinta, se não for pela ciência, pelos remédios, e essencialmente pela vacina...

Prece da serenidade

Redação • 21-04-2021 • 93

Gaiatices Paraisenses

Redação • 17-04-2021 • 160

A leitura é, ou deveria ser, algo ativo, pulsante, transformador como uma conversa pode acender, instigar e alterar tudo. Como também ser algo cômico, como aconteceu aqui em nosso Paraíso. Apenas vamos resguardar alguns personagens, utilizando nomes fictícios...

Festivais Paraisenses de Música Popular

Luiz Carlos Pais • 14-04-2021 • 539

Há cerca de 50 anos, houve um período diferenciado na história cultural de São Sebastião do Paraíso, Sudoeste Mineiro, quando foram realizados alguns festivais de música popular. Um deles foi realizado em 1969, quando a jovem Terezinha Daher saiu vitoriosa, com sua belíssima voz e interpretação. O prêmio incluía uma certa quantia em moeda nacional, troféu, certificado e uma apresentação no programa da extinta TV Tupi, “Almoço com as Estrelas”, apresentado pelo casal Airton e Lolita Rodrigues...

A VIDA COMO ela é

Fernando de Miranda Jorge • 14-04-2021 • 155

A vida é implacável, não tem jeito de mudar sua trajetória, sem querer de fato compreendê-la. Cada dia é um novo dia! Charles Spenser Chaplin, editor e músico britânico, afirmava que a vida é maravilhosa se não se tem medo dela e recomendava: Falar sem aspas, amar sem interrogação, sonhar sem reticências, viver sem ponto final...

Paz

Redação • 14-04-2021 • 143

Cinema na minha adolescência

Redação • 10-04-2021 • 1246

E como era de praxe, domingo era dia de cinema. E de costume, na época as pessoas mais simples também tinham o hábito de ir ao cinema de terno e gravata. Eu não fugia da regra, pois as 18:30 horas eu já entrava na fila da primeira sessão que sempre alcançava até a porta da Sorveteria Spósito...

Paraíso no tempo da Febre Amarela

Luiz Carlos Pais • 07-04-2021 • 325

Há mais de 90 anos, no dia 6 de abril de 1929, o Correio da Manhã, do Rio de Janeiro, noticiou a gravíssima situação de uma onda da epidemia de Febre Amarela que assolava diferentes cidades do Brasil. O enfoque principal da notícia foi registrar a atitude correta de médicos de São Sebastião do Paraíso, Sudoeste Mineiro, diante do compromisso de testar e acompanhar todos os casos suspeitos...

AS CIDADES de cada um

Fernando de Miranda Jorge • 07-04-2021 • 175

A minha é Jacuí e eu a reverencio com uma das estrofes de seu Hino: “Jacuí não se expandiu em vão/ Acolhe os forasteiros e os daqui naturais./ Entre morros, ruínas, montanhas/ E rios São Pe-dro, Santana, São João”. Ou na Canção do Exílio do poeta e advogado Antônio Gonçalves Dias: “Minha terra tem palmeiras/ Onde canta o sabiá/ As aves, que aqui gorjeiam/ Não gorjeiam como lá...

O Contador

Manolo D´Aiuto • 07-04-2021 • 133

Alberto Cova foi um corredor de meia distância italiano na época de ouro dos anos 80, quando os italianos eram conhecidos como quenianos brancos. Logo ganhou o apelido de “contador”, tanto pela própria conquista do diploma em contabilidade, quanto pelo corpo extremamente magro, na verdade magro, aliado a uma forma planejada e nunca cara de enfrentar as competições. Ele obtém seus primeiros sucessos em 1977...

As Joias de Lily Marinho

Redação • 03-04-2021 • 436

- O que fazer quando os colares de esmeraldas são tantos que você até se confunde? Ou quando as águas-marinhas dignas de uma rainha, perdem o encanto? Quando seu estilo não combina com pingente de diamantes de 38 quilates? Caso algum dia a leitora venha ter esse tipo de problema, a resposta é fácil: leve os preciosos excedentes a leilão...

Jornalista Antônio Celestino

Luiz Carlos Pais • 31-03-2021 • 507

O jornalista e escritor Antônio Celestino está na história da imprensa de São Sebastião do Paraíso, Sudoeste Mineiro, como redator do Nova Cruzada, que em 1916 defendia a bandeira separatista da região. Depois de participar do movimento lavourista, na vizinha cidade de Passos, que culminou no episódio da Matança no Fórum, ele achou mais prudente procurar outras paragens para exercer o ofício. Trabalhou em jornais de Cássia e Guaranésia, na mesma região, antes de morar em Paraíso, onde lançou o seu próprio jornal...

La Bolzanina

Manolo D´Aiuto • 31-03-2021 • 140

Existem algumas disciplinas em que é difícil se destacar porque são dominadas por países que investem em determinados esportes, como o atletismo nos EUA, o judô no Japão, etc. todas as competições...

Reflexão

Redação • 31-03-2021 • 124

Academia Paraisense de Cultura

Conceição Ferreira Borges • 27-03-2021 • 1216

Homenagem ao Dia da Mulher - A presidente, acadêmica Leila Yunes abriu oficialmente a reunião na presença da Diretoria e Conselho. Foi executado o Hino da Academia, letra da acadêmica Eliana Mumic Ferreira, e música do maestro, compositor paraisense, Calimério Augusto Soares...

Empréstimo

Bruno Félix • 27-03-2021 • 172

Participar do seu próprio enterro?

Luiz Carlos Pais • 24-03-2021 • 462

Entre as histórias mais inusitadas de São Sebastião do Paraíso, Sudoeste Mineiro, está o caso de um honrado cidadão que, ao retornar de uma viagem semanal de trabalho, numa fria manhã de maio, encontrou quase tudo preparado, em sua casa, para o seu próprio enterro. Família e amigos estavam consternados à espera de um carro funerário que traria o seu corpo da cidade paulista de Campinas. Além de ficar na memória de seus conterrâneos, esse episódio foi amplamente noticiado na imprensa nacional...

HOJE É SÁBADO POR QUE AMANHÃ é domingo (Passagem do tempo)

Fernando de Miranda Jorge • 24-03-2021 • 182

Dá para notar o quanto é diferente o ‘sábado para o domingo’ em cidades pequenas e no interior! Sei lá. Pode ser, talvez, a diferente condição de aposentado e ou a falta de ter de ir, ter de fazer isso ou aquilo por obrigação, horário cravado para tudo, emprego fixo em empresas de porte, reuniões...

Lenda da criação

Redação • 17-03-2021 • 153

Magia

Redação • 17-03-2021 • 142

O QUE VEM por aí

Fernando de Miranda Jorge • 17-03-2021 • 172

Tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo e queremos tanto correr contra o tempo, que acabamos não fazendo muita coisa. Pensando em tanta coisa ao mesmo tempo, mas focado o tempo todo em uma mesma "coisa"... "no que vem por aí". Pensar que o tempo traz tanta peça boa, no entanto precisamos concentrar naquilo que fazemos ou queremos se não, falta tempo...

recorda suas pequenas histórias, conta também a grande história

Redação • 13-03-2021 • 157

A melhor educação é aquela que entra pelos olhos, ou seja, é um instrumento de “alfabetização cultural” que auxilia nós Paraisenses conhecer melhor o seu rincão natal. Sabe-se que a memória é a capacidade de reter os elementos do passado. Muitas vezes, os historiadores recorrem a testemunhos orais dos acontecimentos passados, mas só damos créditos quando são realmente confirmados. A fonte histórica rica é a voz direta dos atores de um tempo, que contam o que viram, ouviram e viveram...

Mulher

Redação • 10-03-2021 • 132

Estória de criança

Redação • 10-03-2021 • 143

Último voo

Redação • 10-03-2021 • 3000

REPENSAR AS diferenças é preciso

Fernando de Miranda Jorge • 10-03-2021 • 307

Olhe bem, melhor começar o texto, exibindo as palavras do compositor jamaicano, cantor de reggae, Bob Marley: Eu sou do tamanho daquilo que sinto, que vejo e que faço. Não do tamanho que os outros me enxergam! Aproveito outra, agora de Mário Quintana, que cai bem para repensar diferenças: amar o semelhante sim, mas onde está ele?...

A pantera

Manolo D´Aiuto • 10-03-2021 • 118

Era a década de noventa, e lembro que o colégio onde estudava oferecia ingressos gratuitos para a Golden Gala, um dos maiores e mais importantes eventos de atletismo que acontece no estádio olímpico de Roma...

Retorno à velha estrada boiadeira

Cícero Barbosa • 10-03-2021 • 257

No coração do bairro da Mocoquinha está a avenida Wenceslau Braz, uma das mais antigas de São Sebastião do Paraíso, polo cafeeiro do Sudoeste Mineiro. A atual denominação presta homenagem a um dos líderes mineiros da chamada política do café com leite, Wenceslau Brás Pereira Gomes, cuja carreira política começou na vizinha cidade de Monte Santo de Minas, onde foi promotor de justiça...